segunda-feira, 14 de março de 2016

O que esperar da nova versão de Xena?


É gente, eu sei, parece um sonho, mas ainda bem que não é. Eu sempre esperei por isso, saudades de quando chegava da escola e esperava os episódios passarem na televisão. Nem parece que a série começou a ser produzida em 1995 e que conseguiu um sucesso enorme. Xena, A Princesa Guerreira conseguiu ganhar o coração de basicamente todos que a assistiram e ai começou a minha fissura por series, a minha mania de viver e respirar series, mas não adiantava de nada, sempre quis que a serie Xena fosse regravada e agora é o que vai acontecer. Uma informação que é nova pra mim é que Xena, A Princesa Guerreira foi derivada da série Hércules (será que apenas eu não sabia disso? Ao longo de seis temporadas, a personagem tornou-se um ícone feminista, ficou cada vez mais popular, e atiçou a imaginação de inúmeros fãs LGBTs devido à constante insinuação de que a relação entre a personagem-título e sua pupila, Gabrielle, ia mais além da simples cumplicidade. Todos tinham a certeza de que ela era gay e que tinha um relacionamento com Gabrielle, mas isso nunca foi confirmado, o que deixou as pessoas um pouco tristes se assim posso dizer. A parte mais triste disso é que não veremos as atrizes da primeira versão fazendo seus respectivos papeis. Eu sei que isso seria pedir demais, mas não consigo ver a Xena de forma diferente, com rosto diferente, mas sei que os criadores da serie farão com que todos a ame como foi feita na primeira versão.


Pois é, pelo que parece os deuses ouviram nossas rezas e pedidos e agora o canal norte-americano NBC aprovou a produção de um piloto para uma nova versão de Xena. O responsável será o roteirista Javier Grillo-Marxuach, um dos criadores da série The 100 e produtor de outros sucessos como Lost,Charmed e Medium. Acho que vendo os trabalhos dele já podemos saber que não teremos nada de uma serie ruim e que com toda certeza será tão viciante quanto a primeira versão que nos deixou tão apaixonados a ponto de passar uma vida pedindo uma segunda versão. Respondendo perguntas de telespectadores em seu tumblr, Grillo-Marxuach deixou claro que pretende deixar a relação entre Xena e Gabrielle bem mais explícita com a reformulação da série:
Não há razão para trazer Xena de volta se não for para explorar por completo um relacionamento que só podia ser mostrado no subtexto na primeira série, nos anos 1990. O seriado também vai expressar meu ponto de vista – e não é muito difícil saber como ele é se você pesquisar um pouco. As duas personagens eram mulheres super-heroicas  que me atraíam como fã de ficção científica, fantasia e horror, como fã do gênero de aventuras mitológicas, e como fã de personagens cujas vidas e esforços eram inspiradoras. Havia vários seriados de ação e aventura nas telas nos anos 1990, mas aqueles que persistiram foram os que tinham personagens que falavam de forma genuína com seu público.
Ainda pode levar alguns meses até que a série receba o sinal verde e seja oficialmente produzida – os executivos do canal NBC terão que aprovar o piloto primeiro. Há previsões para que ele estreie ainda em 2016 e eu estou esperando que seja o mais rápido possível. O que espero da série é que ela seja aberta, algo bem atual, mas antiga ao mesmo tempo. Acho que todos sabem que tudo se passava em um passado bem distante. Espero também que tenha muita ação e diálogos bem criados além de uma playlist maravilhosamente escolhida para causar emoções de todos os lados.

Siga o blog e receba tudo em primeira mão. 
Me leve com você 

Compartilhe esta postagem nas redes sociais e ajude o blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário