domingo, 15 de novembro de 2015

Entrevistamos Antonio Rock, revelação musical do Youtube. Venha ouvir!



Com 07 músicas publicadas no Youtube, um videoclipe e um álbum com 12 músicas (Profecias e Delírios, que você encontra no iTunes, Spotify e outros sites de vendas, mas pode ouvir algumas delas clicando aqui), além de mais algumas músicas chegando a caminho, Antonio Rock, um jovem cantor do interior do Paraná, está conquistando cada vez mais seu espaço no mundo da música. “Grandes poderes trazem grandes responsabilidades”, disse um velho sábio a um super-herói, e o bordão também pode ser utilizado neste caso. Antonio Rock ganha fãs na medida em que mostra que o bom Rock brasileiro ainda existe. Ele nos conta, em um ótimo bate-papo, suas origens e planos para o futuro, além de nos revelar que o Oeste do Paraná está formando uma grande galera fã do Rock. Veja abaixo a entrevista que o Gnomo fez com Antonio Rock. Que tal dar play na música dele enquanto confere? 



Antonio Rock, conte-nos um pouco sobre você: Idade, profissão, cidade em que mora, enfim, Antonio Rock por Antonio Rock!
R: Boa tarde a vocês, pessoal do Gnomo da Estante, e primeiramente muito obrigado por me receberem tão bem. Tenho 21 anos, não tenho uma profissão fixa com horário e carteira assinada, mas ajudo minha família que tem uma granja de ovos quando não estou na correria musical. Moro numa cidade chamada São Jorge do Patrocínio (Paraná). A cidade tem apenas 5 mil habitantes e não existe Rock por aqui. Sou eu por eu, assim como na pergunta... “Antonio Rock por Antonio Rock”. A minha banda de apoio chama-se Outro Lado, e eles são de Palotina (PR). Foi lá que encontrei apoio e pessoas que acreditavam nas minhas composições para eu poder dar o pontapé inicial.

Quando você começou no mundo da música e o porquê de escolher especificamente o Rock para passar sua mensagem?
R: Acho que todos estão no mundo da música se quiserem e se propuserem a estar. Há sempre algo que possa ser feito. Eu sempre gostei de escrever alguns textos aleatórios ou pensar sobre coisas que provavelmente ninguém mais esteja pensando. Quando ganhei meu primeiro violão, vi que podia mesclar meus textos com músicas. Quanto a escolha do Rock, não diria que foi como uma escolha, mas desde muito novo gostei de ouvir e tinha aptidão pelo Rock e por toda essa ideologia as vezes meio maluca.



Quais as dificuldades que você encontra atualmente em divulgar o seu trabalho? Você acredita que as redes sociais contribuem para as pessoas conhecerem sua música ou você acha que atrapalha um pouco, com tantos músicos buscando um espaço?
R: As redes sociais ajudam muito. São o melhor meio de divulgar músicas novas atualmente. Além do mais, acabamos sempre encontrando outros músicos que tenham músicas semelhante com a nossa e acabamos nos ajudando mutuamente. Na verdade, quanto mais músicos que fazem boa música e de conteúdo, melhor. Todos saem ganhando. Em Palotina, apesar de ser uma cidade de pequeno porte, tem várias bandas fazendo um bom som autoral e nós sempre estamos nos ajudando. The Holligans, Microfonia Cronia e Os Anônimos são algumas dessas bandas. Sempre que alguém lança uma nova música ou divulga qualquer evento ou novidade, tem lá a nossa galera pra compartilhar e dar uma força nas redes sociais. Aqui também contamos com o pessoal do Várzea Cultural, uma mídia local que está sempre apoiando todas as bandas, tanto as covers como as autorais. Resumindo, o que está acontecendo aqui no Oeste do Paraná se tratando de Rock n’Roll está sendo incrível, estamos crescendo cada vez mais e as redes sociais com certeza têm um papel extremamente importante.

Todas suas músicas são de sua autoria?  O que te inspira a criar novas letras e melodias? A sua última música lançada foi "Um Grande Sábio" (clique para ouvir), há apenas 03 dias, com que frequência você compõe?
R: Todas as minhas músicas são de minha autoria, sim. Algumas foram feitas com alguns parceiros, em se tratando do instrumental, mas as letras são 100% minhas. Vale citar esses parceiros, Fernando Bonfim, o mestre das guitarras, e Paulo Sergio Araújo, que é responsável pelas guitarras da música "Regalias", uma das músicas que as pessoas que estão me ouvindo mais tem gostado. Ela tem uma pegada mais forte. Bem, quanto ao que me inspira, poderia dizer que quase tudo. "Sempre podemos tirar alguma coisa de qualquer coisa". Sempre acreditei que precisava "viver o novo" e "provar todos os sabores". Acho que a inspiração vem do conhecimento, de buscar conhecer e ver o que nunca se viu. Ao longo desses 21 anos já fiz algumas coisas bem malucas... mas isso é coisa minha! Hahaha. Não há frequência certa para se compor; normalmente fico "encasquetando" alguma ideia durante meses, e uma hora ou outra quando estou tocando acaba saindo uma nova música, ou também a ideia pode vir e segundos depois a música surge. Ultimamente estou pensando bastante sobre a "Ressaca do Ego" e "Deixando Tudo Para Depois". São milhares de ideias flutuando pelo ar...  Tenho várias composições prontas que ainda quero gravar.    

   
Quais são seus planos para o futuro e como você vê o Antonio Rock em 05 anos?
R: A curto prazo, estamos reunindo informações sobre várias casas de show do Paraná para marcarmos novos shows à partir de janeiro do ano que vem. Isso é um pouco difícil porque dependemos do contratante, mas fé em Deus sempre! Foi meio que um susto, em 26 de julho de 2015 coloquei a minha primeira música no Youtube (Garota Selvagem) e aí várias pessoas têm ouvido e gostado bastante. Eu não esperava por tanto, mas certamente estaria grato por muito menos. Conseguimos fechar 3 shows, e já fizemos dois. Foi ótimo para nós da banda estarmos cada vez mais entrosados e se preparando para tudo que tiver que vir. Antonio Rock daqui a 05 anos? Bom... Primeiramente espero estar vivo e com saúde, e vivendo bem com minha família. Espero estar trabalhando muito, fazendo shows e, se assim Deus desejar, trabalhando em muitas novas músicas e composições. Grande abraço a todos vocês que trabalham no blog Gnomo da Estante!

Nós é que agradecemos pelo bate-papo, Antonio Rock! Sucesso!

Se você estiver no Paraná, vá curtir o som de Antonio Rock na ExpoAltônia no dia 12 de dezembro às 01h30, em Altônia. Você ainda pode ouvir algumas músicas do Antonio Rock em seu canal do Youtube, clicando aqui

Tags: Entrevista, Antonio Rock, Rock, Música, Mostrando o Trabalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário